Tomatada de lulas com cerveja



Feito para um jantar, para o paizoco. Eu queria puré, para fazer um mini-vulcão com molho, eles (pai e A.) quiseram arroz branco, a acompanhar. Ganhou a maioria...


Tomatada de lulas com cerveja

Para 3 pessoas (cerca de 4 a 5 lulas por pessoas)


1 cebola picadinha

1 c. sb. de massa de alho

Azeite

2 dl de cerveja

 molho e tomate picado de uma lata de tomate pelado pequena

1 folha de louro

1 embalagem de lulas congeladas, descongeladas

1. c.cf. de ervas da Provence

Coentros picados

1 pitada de açúcar

1 c. sp. de molho piripiri

Sal q.b


Corei a cebola e o alho, no azeite.

Juntei a cerveja, deixei ferver e juntei os restantes ingredientes, menos as lulas.

Quando ferveu novamente, juntei as lulas e rectifiquei de sal.

Semi-tapei o tacho e deixei cozer cerca de 20 min. Não tapei totalmente para o molho não ficar nem muito liquido, nem desaparecer.

Ficou um pouco picante, mas de resto ficou muito bom. Para além do arroz, acompanhei com feijão verde cozido, temperado com azeite e vinagre.

Pequeno truque, para quem gosta de feijão verde cozido, inteiro, só partido ao meio, como apresento em cima: para o feijão verde não ficar com aqueles fios horrorosos, nem se separar todo porque se vão tirar os fios e os topos, depois de a água ferver, deitar uma pintada de bicarbonato de sódio e colocar o feijão verde, cozer uns 5 min. Não só se mantém verdinho, como não se sente nada a entremelar a língua e que a mim me dão uns vómitos valentes. Até parece, se nos concentrarmos muito, porque o sabor é diferente, que estamos a comer ervilhas tortas!!! 

Enviar um comentário