Post 2 in 1 de coração aberto

Almoço e receita.

Desde 2ª feira que não têm havido Bentos... Ando sem pachorra e diga-se em boa verdade com alguma (muita) falta de tempo e de vontade.

O que me tem valido tem sido esta massonga para me arrebitar. Boa, rápida, e cheia de hidratozinhos como se quer em alturas em que a vida por vezes nos tenta complicar a mente. 

Há com cada facada que se leva de onde menos se espera que por vezes fico a pensar que não conhecemos ninguém... 

Gosto de ser frontal (por vezes bruta, à bruta), para que ninguém tenha surpresas. Mostro o que sou, e se estou bem, toda a gente percebe, se estou mal, por vezes a coisa complica-se com o mau feitio... Mas, e há sempre um mas, gosto de dizer que sou amiga do meu amigo e aquilo que demonstro é aquilo que sou. Frontal, mas honesta e verdadeira. Perdoem-me os coices que por vezes dou, mas quem me conhece, sabe que é de momento. No minuto a seguir, depois de ter descarregado, já estou pronta para trabalhar, falar, conviver, e dar a camisa quando é preciso. 

Não gosto de pessoas falsas porque não o sou e chocam-me as atitudes de quem acho que é como eu mas que ao virar da esquina me espeta facas em todo o lado. Não gosto de pessoas programadas e de coisas ensaiadas. Gosto da brualidade do momento e da honestidade atroz mesmo que doa. 

Perdoem-me este post que nada tem a ver com o que habitualmente se publica por aqui, mas por vezes faz bem deitar cá para fora o que nos vai na alma. E este blog é uma continuação da minha pessoa. Perdoem-me a frontalidade e a honestidade. Mas, eu sou assim. Profissionalmente e pessoalmente.

E agora a receita. 

É incrivel como ao analisar as receitas do momento se  avaliam estados de alma. É uma receita nada complicada, diria mesmo simples e rápida, como devem ser nestes momentos mais desanimadores da vida.


Um honesto Fusili tricolor 
Serve 4 porções

  • Fusili tricolor talvez 400g
  • água para cozer a massa
  • Sal
  • 4 c.sp. azeitonas pretas fatiadas
  • 1 latinha pequena de ervilhas
  • 1 latinha pequena de milho
  • 300g cogumelos brancos fatiados
  • 200ml de natas com 3 queijos
  • 3 c.sp. de molho pesto
  • azeite q.b.
  • 1c. sb. de massa de alho


Começar por cozer o fusili em água abundante e fervente, temperada de sal e com fio de azeite.
Depois, saltear numa golpada de azeite, a massa de alho e adicionar os cogumelos.
Depois o milho e posteriormente as ervilhas.
Escorrer mal a massa, juntar aos vegetais, e adicionar as natas e o molho pesto.

Enviar um comentário